Geral da Terra, do ar, do mar e da Lua... Alma das flores, das cores, das pessoas nas ruas... Geral de tudo que se vê, de tudo que se ouve, das verdades nuas.

28/09/2007

Eleições do Conselho no sábado

Últimos movimentos no Alma da Geral.
Lembrando que o apoio aqui é para a chapa 2 de Hélio Dourado: Grêmio, Grêmio - Acima de tudo!
Grandes pessoas, que vêm se tornando companheiros de blogosfera, também a apóiam, outros, a chapa 3, de Renato Moreira.
Todos comparecendo aqui no blog, ou em outros espaços virtuais, argumentando suas opções e sempre procurando se posicionar coerentemente e com respeito às particularidades das opiniões de cada um.
Mas nem todos foram assim.
Parece coincidência, mas não é.
É a constatação de um comportamento já rotineiro nas vielas deste Porto já não muito Alegre.
No Rio Grande do Sul, inclusive.
Um comportamento raivoso, de ódio, intolerante.
Sem consistência argumentativa, a maioria daqueles que apóiam Arena Odone e a chapa 1 passaram por aqui soltando a verborragia fedorenta de quem não suporta o contraponto.
Interessante que isso se replique dentro de um processo eleitoral interno do clube.
Simplesmente demonstra quem não sabe literalmente separar as coisas - mesmo que, em sua ignorância desesperada, apontem tal comportamento como sendo dos outros.
Já está corriqueiro.
E acompanha a direita gaudéria há anos.
Claro que nem todos são assim, mas, por onde passei, apenas os identificados com a chapa 1 se utilizaram de tal violência.
E quem está na chapa 1?
Como serão os próximos anos de clube na mão de um grupo que tenta enfiar o "ou é do meu jeito, ou eu saio" (vide caso caBritto e o beicinho do Arena Odone) a todo custo?
Deve ficar difícil para aqueles apoiadores enxergarem isso e continuarem apoiando-os - a não ser que seja realmente a postura que se procura...
Uma postura anônima e violenta.
Eles julgam e condenam-se por si sós.
Abaixo seguem os dois últimos comentários do post "Obscuridade nas eleições do Conselho":

Anônimo disse...
não esqueço do passado longinquo, mas não esqueço do passado recente!

VOu de chapa 1, pelo simples fato de ser apoiada pelo MEU PRESIDENTE ODONE! não entendo os seus criticos, não entendo mesmo, acham que ALGUM Outro teria feito melhor?? nos tiraria da 2a e nos levaria direto a final da libertadores?? Fazer um estádio novo?? meu deus, não entendo como tem gente contra... Dourado venceu um Grenal, e finalizou o Olimpico, Lindo, grande, MAS O ODONE NOS TIROU DO INFERNO!!

sem nem pensar, eu trocaria 10 anos de gauchões colorados, para não ficar nem uma semana na segundona. ODONE nos tirou de la, nos salvou, DOA A QUEM DOER!! petistas, chorem, mas ele nos Salvou do inferno.

E é por isso que eu to com o HOMEM, pois ele é GREMISTA acima de tudo, e UM GREMISTA PÉ QUENTE E COMPETENTE!

DALE ODONE!!

25/9/07 14:45
------------------------------

Anônimo disse...
Carlos Alberto Duarte.

Bem, em primeiro lugar é ridícula a manifestação feita no primeiro comentário. A começar pelo anonimato, passando pela esdrúxula afirmação de que os Petistas devem chorar. Misturar política partidária com a política do Grêmio é um erro medíocre. Erros que estão cometendo esses caras da chapa 1. Usando a "máquina" do Grêmio com um presidente apoiando a chapa de forma inédita e totalmente antiética. Esses caras do movimento Grêmio Novo acham que o Grêmio só existe há dois ou três anos, quando eles chegaram. Nada disso, abaixo o umbigocentrismo! Dêem satisfações a respeito do pq não aceitaram a DOAÇÃO de um terreno e querem outro. Que interesses têm pra isso? E lavem a boca pra falar no nome do maior presidente e do maior benemérito homem de todos os tempos no Grêmio, o TORCEDOR gremista Hélio Dourado. Homem de história ilibada e que jamais se furtou de trabalhar pelo clube, nunca se interessou ou utilizou o Grêmio para galgar cargos políticos. Não sei, sinceramente em qual chapa vou votar, mas não admito que a honra ou o tamanho e a importância de Hélio Dourado seja diminuída, apesar de concordar que ele precisa se renovar um pouco. Só por isso ainda não tenho certeza de votar na chapa dele. Não posso deixar de destacar a vaidade absurda e os meios obscuros que a chapa 1 está usando para alcançar fins que não sei bem quais serão. A chapa dois, até é a que mais renova nomes no conselho. Algo elogiável, mas tem por trás de si o APROVEITADOR e conturbador Cacalo. Portanto amigos, até agora o que me parece (se interessa a alguém) é que a 1 usa métodos desprezíveis, entregou uma lista de sócios desatualizada para as chapas adversárias, e usou a quente para si, já que detêm o poder no quadro social. A 2 tem renovação, mas tem um Cacalo e outros defeitinhos. A 3 tem (supostamente) o apoio de Fachim e Obino, o que pode ser mentira, já que não é oficial, mas tem Hélio Dourado que jamais participou ou admitiria tramóias e maracutaias contra o NOSSO clube. O Dourado, aliás, foi a ÚNICA voz contrária a Obino quando da sua eleição(?). Pq Dourado tem visão e conhecimento, se está ultrapassado, homem inteligente que é, creio que seja mais fácil ele se modernizar do que o Cacalo e os obscuros "dirigentes" do Grêmio Novo passarem a ser coerentes politicamente no clube, tão pouco honestos como Hélio Dourado é.
28/9/07 18:27
-----------------

QUE AS CHAPAS 2 E 3 SEJAM AS GRANDES VENCEDORAS NO SÁBADO!
PELO GRÊMIO, PELA DEMOCRACIA!!!

JAMAIS NOS MATARÃO!!!

27/09/2007

27 de Setembro 2 - Catarse

Hoje, completam-se 3 anos de Catarse.
Roubei este texto "inacabado" do meu colega Jefferson.
Está muito bom!

Catarse três anos – a comunicação que fizemos

Hoje faz exatos três anos do dia em que fundamos a Catarse, um coletivo sem patrões. Cabe a nós mandar que o nosso destino obedecesse a nossa vontade.

Nosso projeto coletivo de trabalho e de comunicação, que é em grande parte as nossas próprias vidas, já produziu muita história nesse tempo. Na Catarse, ou em outras iniciativas de comunicação alternativa e independente das quais nos aproximamos, estivemos em acampamentos de agricultores sem-terra, embaixo de pontes e mocós dos que moram na rua, nas ocupações urbanas organizadas por punks e sem-teto, registramos a dureza e a esperança nas favelas, reportamos o universo de aldeias e dos encontros dos povos tradicionais que foram arrancados dos seus lugares por quem compra o presente e o futuro, tentando apagar o passado. Resistindo, ouvimos o que tem a nos dizer os negros discriminados dos quilombos e os apenados esquecidos entre grades. Ajudamos a construir outros projetos de comunicação, com gente que adoeceu e morreu, e que queria nesses projetos falar da sua dor, alertar a dor dos outros, reivindicar melhor atenção e carinho.

Levamos comunicação nossa ou dos que acreditamos pra escolas e estações de trem, pros bares e universidades.

Articulamos juntos com outros de nós com quem cruzamos caminhos e idéias, debates sobre o comércio do jornalismo e o jornalismo como ferramenta da transformação que seguimos. Nos reunimos com quem também quer democratizar a comunicação.

Estivemos por dentro do Brasil, como o sangue que corre pelo meio de nossas veias.

27 de Setembro 1 - Aldo


"Às nossas poucas e boas qualidades que muitos filhos da puta não reconhecem".
Que eles não tenham o prazer da nossa companhia pai, Feliz aniversário!

26/09/2007

A Reforma Agrária é a solução para o Brasil

Quanto mais eu leio sobre isso, mais se consolida este pensamento.
Quanto mais eu ouço os impropérios contra o MST, mais se solidifica a noção do distanciamento da realidade que se dissemina por aí.
Quanto mais eu lembro do que presenciei, mais claro fica que caminho seguir...

No início deste ano estive a trabalho em Coqueiros, Pontão, Pelotas, Hulha Negra, Pedro Osório, Piratini, Santana do Livramento, São Gabriel, arredores de Porto Alegre, entre outras localidades.
Estive em acampamentos e assentamentos.
Vi a terra se transformar.
Assentamentos de 1 ano, de 3, de 7, até de 17 anos.
Sim, a terra se transforma.
Muda da imensidão dos verdes campos de cupim e da monocultura, ganhando vida em agrovilas, com espaços de lazer e educação, e a estruturação de uma produção diversificada de acordo com a vocação de cada região.
Enxerguei organização, disciplina e respeito.
Presenciei a re-socialização de quem não tinha absolutamente mais nada a fazer contra sua exclusão submetida em meios urbanos.
Ex-presidiários, pobres, violentados.
Párias de uma sociedade que os quer mortos encontram um pingo de esperança na re-educação para a vida que o movimento proporciona.

Eu vi gente trabalhadora e feliz.
Gente que sabe o que quer e o que está fazendo.
Vi escolas e farmácias de lona.
Vi solidariedade, amizade.

Problemas?
Com certeza.
Os mesmos problemas de uma sociedade doente.
Afinal, o MST faz ou não parte desta mesma sociedade?
Faz, mas há uma grande diferença.
Ali não se abandona ninguém à própria sorte.
Há chances e mais chances.
Mas chances de verdade, não destas que se dizem por aí: "É favelado porque quer, porque vivemos em liberdade e todos têm chance de ser alguém na vida. É só trabalhar..."
Ó falácia da sociedade moderna.
Dogma capitalista de manutenção, para manter tudo no seu devido lugar.
Pobre?
Porque é preguiçoso...

Não vi preguiçosos.
Mas vi gente que gosta de se espichar numa sombra.
Curtir um mate quente bem cedinho da manhã.
E que trabalha, em seu mínimo espaço ao lado do barraco de lona, olhando ao longe o sem fim do látifúndio, imaginando um futuro melhor para si e para os seus.

Imagino que a Reforma Agrária seja o mais próximo de uma revolução que chegaremos.
Vai mudar a vida no campo e nas cidades.
Vai mudar a estrutura econômica de pequenos municípios.
Vai mudar a paisagem, o meio ambiente.
A Reforma Agrária, ao meu ver, é a solução para o Brasil.

The Boondocks

Esse trecho de mais um excelente seriado em animação é um discurso inflamado de Martin Luther King.
No episódio em questão, descobriu-se que o líder negro não havia morrido, mas que estaria em coma.
Depois de décadas adormecido, levantou-se, então, finalmente.



Como está em inglês, vou comentar um pouco mais.
King está indignado com o que aconteceu com a cultura afro-americana.
Em poucos anos, toda aquela luta que ele e vários outros travaram contra a opressão rapidamente se extingüiu na cooptação da raça pela lógica do dinheiro.
King usa, neste discurso, seguidas vezes a palavra nigger - termo considerado extremamente ofensivo -, mas foi somente assim que conseguiu chamar a atenção de sua audiência.
Ele fala do que significa tal termo e elenca uma série de clichês racistas que, naquela sua visão contemporânea, passaram a caracterizar um povo - o que se acredita não ser a realidade aparente.
Antes de iniciar o seu discurso, na voz do personagem principal - um garoto que aparece ao final desta peça falando com Martin Luther King -, há a seguinte menção: "(...)olhando todo aquele seu povo ele viu que todos estavam perdidos. Então, ele fez o que todo o grande líder faz: lhes falou a verdade".

The Boondocks - por mais incrível que possa parecer - está em cartaz (dublado) no Sony (TV à cabo), às terças-feiras, 21h30.
Vale muito a pena conferir.

25/09/2007

Grêmio acima de tudo!

Este blog apóia a Chapa 2, Grêmio acima de tudo!, na eleição para a renovação de 50% Conselho Deliberativo do clube.
Algumas razões para este apoio:
- a comparação das nominatas (cliquem na sidebar e vejam as 3)
- o posicionamento da Chapa 2 com relação à construção de novo estádio
- Hélio Dourado
- Arena Odone e cia na politicagem extrema da chapa 1, confundindo o clube com curral eleitoral (apesar de, sim, ser um bom presidente, mas jamais o melhor - e não há como dizer que ele teria sido o único capaz de tirar o Grêmio da segunda divisão...)
- segunda opção seria a Chapa 3, mas, de novo, na comparação das nominatas não dá para preterir o velhinho

Infelizmente não poderei votar, mas abro o meu apoio.
Sócio Tricolor, compare as nominatas e acompanhe os debates que andam acontecendo na blogosfera.
Acesse os sites das 3 chapas.
Decida-se e vá votar.
Participação é tudo.
Caso contrário, tem uma galera que adora passar por cima e decidir pelos outros.
Fazem carreira desse jeito.
Aliás, a vida deles é assim.
No estado, na cidade, no clube, na família.
Eles sempre querem estar por cima, não se enganem!

Reforma constitucional na Venezuela

Via Diário Gauche.
Selecionei um trecho interessante de um texto que o Cristóvão fez em seu blog.
Gostaria de saber se os defensores do "livre mercado só para aqueles que têm grana" acham isso um absurdo...

(...)O conteúdo do projeto governamental, assinalou o líder sindical, também apresenta limites. “Não se inscreve numa perspectiva socialista. Absolutamente não se questiona a propriedade capitalista. O fruto do trabalho e os excedentes produzidos pelos trabalhadores e trabalhadoras continuarão sendo apropriados por uma minoria de empresários ou, no melhor dos casos, por um Estado capitalista”, indicou em referência ao artigo 115 que cria quatro novas formas de propriedade, entre elas a mista, deixando intacta a privada. Outro problema, disse Chirino, é que a nova normativa permitiria de agora em diante que as multinacionais tenham soberania sobre o solo, o subsolo, áreas marítimas e todos os recursos naturais mediante as empresas mistas.(...)

Não deixe de ler a íntegra do artigo - clique aqui!

Fair Play???

3 lances chamaram a atenção, sábado, no jogo do Grêmio contra o Santos.
Os 3 foram aqueles de fair play (jogo justo) - quando um jogador está machucado, no chão, e o outro time não dá seguimento ao jogo, não tirando vantagem da situação.
O que ocorre é que 90% - se não mais - das vezes que um jogador está no chão "solicitando" fair play ele está fingindo.
E não há um árbitro decente para dar cartão e acabar com essa palhaçada.
O Santos é um timinho dirigido por um competente mau caráter.
E os jogadores transparecem isso em campo.
Por duas vezes seus jogadores simularam descaradamente lesão e "pararam" uma jogada do Grêmio.
Na mais gritante delas, o Tricolor avança em um raro contra-ataque veloz pela esquerda com Tcheco, quando o volante Maldonado se atirou no chão fingindo lesão.
Era uma situação claríssima de gol.
Tcheco mostrou toda a sua irritação e deu um bico para a arquibancada.
A maca entrou, Maldonado saiu e voltou imediatamente a ficar de pé, pedindo para entrar de novo no campo.
O máximo que o juizinho Alício Pena Jr fez foi ignorá-lo, mantendo-o por alguns segundos a mais do lado de fora do campo.
Ao final, foi a vez de Marcel cair ao chão e solicitar a "gentileza" dos santistas.
Que nada!
Ninguém parou o jogo e por pouco não houve confusão.
Se eu fosse jogador e estivesse em campo, o "pau tinha comido".
Poucas vezes fiquei tão indignado.
Sou contra o fair play.
Caiu no chão, azar.
Não parem o jogo!
Infelizmente...

21/09/2007



Tens medo de olhar para ti próprio, tens medo da crítica, tal como tens medo do poder que te prometem e que não saberias usar. Não te atreves a pensar que poderias ser diferente: livre em vez de deprimido, direto em vez de cauteloso, amando às claras e não mais como um ladrão na noite. Tu mesmo te desprezas, Zé Ninguém. Dizes: E tens razão: Quem és tu para reclamar direitos sobre a tua vida? Deixe-me dizer-te.

Diferes dos grandes homens que verdadeiramente o são apenas num ponto: Todo o grande homem foi outrora um Zé Ninguém que desenvolveu apenas uma outra qualidade: a de reconhecer as áreas em que havia limitações e estreiteza no seu modo de pensar e agir. Através de qualquer tarefa que o apaixonasse, aprendeu a sentir cada vez melhor aquilo em que sua pequenez e mediocridade ameaçavam a sua felicidade. O grande homem é, pois, aquele que reconhece quando e em que é pequeno. O homem pequeno é aquele que não reconhece a sua pequenez e teme reconhecê-la; que procura mascarar a sua tacanhez e estreiteza de vistas com ilusões de força e grandeza, força e grandeza alheias. Que se orgulha dos seus grandes generais mas não de si próprio. Que admira as idéias que não teve mas nunca as que teve. Que acredita mais arraigadamente nas coisas que menos entende, e que não acredita no que quer que lhe pareça fácil de assimilar.

As concessões

No último post coloquei matéria do Brasil de Fato que indicava uma ação do Ministério das Comunicações ocultando quem são os donos e quando vencem as concessões das maiores redes de mídia do Brasil.
Pois a Cláudia, do Dialógico, comentou e colocou o link para o site da ANATEL onde há, pelo menos, informações sobre as validades de outorgas.
Aqui no Alma, já havíamos mencionado isso (exatamente a partir da vigilância do Dialógio).
Mas, cabe colocar de novo.
Clique aqui para ir à página da Anatel e ver quando vencem e quais são as concessões já vencidas e, conseqüentemente, que operam de maneira ilegal.

Dessa forma, tomei a liberdade e copiei o que o Dialógico fez em sua sidebar.
Coloquei link direto para a ANATEL para auxiliar nessa vigilância.
Dia 5 de outubro, termina o prazo de concessão da Rede Globo!
O que irá acontecer?
Quais manobras para renovação?

Já aproveitei, também, e acrescentei outro selo que o Eugênio mandou via e-mail...


É bom esse Dialógico!!!

20/09/2007

2 momentos

Somos de esquerda, não esquerdistas.
Votamos no Lula.
Votaríamos de novo (mais por falta de opção do que por convicção).
Mas está muito difícil engolir certas coisas...

Governo do povo

Lula pede que médico da Presidência atenda lavrador
Um homem tentou invadir a entrada principal do Palácio do Planalto, em Brasília, na manhã desta quinta-feira. Ele disse ter ido até o local para falar com o presidente Lula e só deixou o palácio algemado em uma ambulância do Corpo de Bombeiros.
O homem se identificou como sendo o lavrador Angelo de Jesus, de Pindobaçu (BA). Ele afirmou ter ido da Serra das Esmeraldas até a sede do governo, onde queria ser recebido pelo presidente.
Ao ser detido, ele gritava "presidente, socorre eu". Angelo de Jesus disse que estava há quatro dias sem comer e precisava falar com Lula.

Leia íntegra no Terra
++++++++++

Como assim???

Governo sonega informações sobre os donos da mídia
Ministério das Comunicações desrespeita a Constituição e não informa cadastro das entidades concessionárias de radiodifusão

A premissa desta reportagem: obter do poder público a informação das concessões de redes de televisão que vencem neste ano. Os movimentos sociais preparam uma campanha, em 5 de outubro, para exigir mais transparência sobre os critérios de renovação das concessões. Segundo pesquisadores e especialistas do tema, nesta data, vencem as outorgas da Rede Globo, Bandeirantes, da Record e do SBT.

A resposta do Ministério das Comunicações (Minicom): silêncio. Nenhuma manifestação. A reportagem do jornal Brasil de Fato tentou conversar com o diretor de Outorgas, Carlos Freire que, segundo a assessoria de comunicação do ministério, é o responsável pelas informações. O funcionário público se negou a responder as perguntas. Tampouco a assessoria de imprensa do Ministério cumpriu com o seu papel e não retornou para o jornal até a noite do dia 18, fechamento desta edição.

A negativa do MiniCom de divulgar uma informação pública desrespeita a Constituição. É o que avalia Ana Claúdia Vazzoler, advogada do Escritório Modelo Dom Paulo Evaristo Arns da Pontíficia Universidade Católica de São Paulo. A sonegação fere diretamente o artigo 37 da Carta Magna. “O artigo 37 diz que a administração pública tem que obedecer alguns princípios e dentre eles está o princípio da publicidade. Todos os atos do poder público, quando não considerados sigilosos, como não é o caso, ele tem que ser publicizado, não necessariamente só pela internet”, explica.

Verdade seja dita: até o final do ano passado, a informação estava disponível na página na internet MiniCom. De uma hora para outra, o arquivo desapareceu, impedindo a livre consulta de qualquer pessoa da sociedade, interessada em saber quem são os “donos” das concessões públicas de radiodifusão. O Ministério não deu justificativa para restringir a informação.

Leia íntegra no Brasil de Fato

Sol e preguiça no feriado chuvoso

19/09/2007

O "cuidado" com a informação

Dois dias distintos, fatos distintos.
Vamos ver como o Correio do Povo está tratando as informações:

DIA 17 DE SETEMBRO (ilustrada com foto do buraco no trator)

IGP vai à Coqueiros investigar
Fará perícia em tratores que explodiram. MST nega envolvimento na ação
Máquinas eram usadas no plantio de milho


Técnicos do Instituto-Geral de Perícias estarão hoje na sede da Fazenda Coqueiros, em Coqueiros do Sul, para realizar perícias em dois tratores que tiveram os tanques de combustível explodidos na madrugada de domingo. Segundo o capataz da propriedade, Dario Tagliari, um dos funcionários ouviu uma movimentação suspeita na noite de sábado, próximo ao local onde estavam os tratores, e acionou a BM, que fez buscas em áreas próximas sem encontrar ninguém. Às 3h de domingo ele ouviu as explosões. Segundo o titular do CRPO Planalto da BM, tenente-coronel Luiz Fernando Puhl, o policiamento foi reforçado. Os tratores estavam sendo usados no plantio de milho. O representante do MST na região, Nilton Lima, negou que integrantes do movimento estejam envolvidos na ação.

A Farsul se preocupa com as conseqüências das três marchas do MST, iniciadas semana passada, até a Coqueiros. 'Querem desapropriar uma fazenda produtiva há 80 anos', alertou o diretor jurídico da entidade, Nestor Hein. Ele lembrou que a lei impede a desapropriação de áreas que foram alvo de invasão. Os ruralistas se mobilizam em Bagé. O subcomandante-geral da BM, coronel Paulo Roberto Mendes, afirmou que teme uma 'batalha campal'. 'Isso parece crime anunciado. Iremos ao Ministério Público.'



DIA 19 DE SETEMBRO (ilustrada com foto dos integrantes do MST lotando ginásio)

Bagé: defensor quer inquérito
Para apurar denúncias de atentados supostamente praticados por ruralistas
Prefeito Luís Fernando Mainardi visitou os acampados


O defensor público da União em Bagé, Robson de Souza, enviou ontem relatório à Justiça Federal e à Polícia Federal. Requisitou inquérito para apurar denúncias de atentados supostamente praticados por ruralistas de Bagé e região contra 500 integrantes do MST na madrugada de terça. Vindos de Pelotas, os sem-terra estão acampados no ginásio na Sede Campestre do Clube Recreativo Brasileiro e ficam até sexta, quando retomam a marcha a Coqueiros do Sul, reivindicando desapropriações das fazendas Guerra, na região, e Southal, em São Gabriel, além do assentamento de 2,5 mil famílias. Conforme o defensor, não há como a Brigada Militar garantir a segurança na madrugada. Os ruralistas, num prédio ao lado do clube, teriam arremessado foguetes e pedras, causando danos ao patrimônio e risco aos acampados. A Defensoria recolheu cartuchos e fez fotos. No relatório, anexou informações de testemunhas afirmando que os agressores portariam armas e teriam cortado a energia. Sem mandado judicial, PMs teriam invadido o carro de mantimentos e apreendido utensílios de cozinha. O documento será levado ao Ministério da Justiça e à Secretaria de Direitos Humanos.

Para o defensor, 'só o fato de os ruralistas se manifestarem no sentido de impedir a marcha é motivo para intervenção da Polícia Federal, pois demonstra necessidade de impedir grave conflito que a PM dá sinais de não ter condições de evitar'.


****os grifos são nossos

Chama a atenção algumas coisas.
As outras, deixemos para quem ler e comparar tirar as suas conclusões.
1) numa das notas, a brigada militar reforça o policiamento, nas outra, não há como garantir a segurança na madrugada
2) a insistência da utilização dos verbos num tempo verbal que gera dúvida (teria, teriam, portariam) e a inclusão do "supostamente", deixando a entender que há conflito de versões, quando há testemunhas que confirmam o ocorrido e não foram ouvidas pela reportagem

Com blindagem assim, fica fácil demais...

Fair Play

Essa é boa:

Goleiro marca gol aos 23 segundos de jogo na Inglaterra

Acostumado a evitar os gols adversários, o goleiro Paul Smith, do Nottingham Forest, viveu uma situação inusitada na noite desta terça-feira, ao marcar o primeiro gol de sua equipe na partida contra o Leicester City, com apenas 23 segundos de jogo.

Tudo começou há três semanas, quando a partida entre Nottingham Forest e Leicester City, válida pela segunda rodada da Carling Cup, teve que ser suspensa quando o zagueiro Clive Clarke, do Leicester, sofreu um problema cardíaco.

No momento da interrupção, o placar marcava 1 a 0 a favor do Nottingham. Em agradecimento "à magnífica reação do Nottingham ao incidente de Clark", o Leicester achou justo permitir à equipe adversária marcar um gol no início da nova partida, restaurando o placar de 1 a 0.

Desta forma, Paul Smith, goleiro do Nottingham Forest, avançou no campo do Leicester sem ser incomodado pela defesa adversária, e marcou um gol inédito após 23 segundos de jogo. Este foi o primeiro gol de sua carreira.

*via Clic PRBS

Agora, imaginem essa situação no grande clássico entre Guarany de Bagé x Rio Grande.
Chovendo, 26 pagantes.
Jogo valendo vaga nas semifinais do Campeonato Arranca-Toco do RS (vulgo 2ª divisão).
Será que os presentes no grande estádio Estrela Dalva veriam tal gentileza?
Ou alguém entraria direto de sola no pescoço desse goleiro?

**o jogo terminou 3 a 2 para o Leicester, classificando-os à próxima fase do torneio. De nada valeu o fair play...

Eu ouvi isso hoje pela manhã comendo uma torrada

Essa merda toca todos os dias numa "rádio popular" e é a companhia e faz a cabeça de uma grande parte da população

(Voz de locutor com uma música dramática no fundo).

Homem mata mulher e liga para sogra para avisar. Atenção! Homem...mata mulher...e liga para sogra para avisar. Ele matou a mulher e ligou para a sogra e disse: "eu matei sua filha". Eu matei sua filha.

A mãe ligou para a polícia que conseguiu pegar o homem em flagrante.

Homem mata mulher e liga para sogra para avisar.

10 e 40, 10 e 40 da manhã.

Homem ganha 7 milhões e meio na loto e não quer receber o dinheiro. Homem ganha 7 milhões e meio na loto e não quer receber o dinheiro.
Ele disse que não tem filhos, não tem família, é velho aposentado e não sabe o que fazer com o dinheiro. Os funcionários da loteria estão tentando convencer ele de ficar com o prêmio.

hahahaha. E aí "fuzarca"* o que tu achas disso?

(Voz engraçada de um personagem com uma música alegre ao fundo).

Hahaha, tem muita mulher que tá atrás de um homem com esse dinheiro. Se ele não quer eu quero.

10 e 43 da manhã, 10 e 43.


(Voz séria do locutor).

O seu marido bebe ou alguém da sua família tem problema com a bebida? Compre "beba nunca mais"* é um produto que você mistura na bebida e na comida que ajuda você a parar de beber. A nossa ouvinte nos conta que o marido dela tinha problemas com o álcool e ela resolveu fazer alguma coisa. Ela nos conta que comprou o "beba nunca mais"* e começou a colocar escondido na comida e bebida dele e ele parou de beber sem saber! Compre o "beba nunca mais"* e coloque um fim nos problemas com bebida da pessoa que você ama!

10 e 45 da manhã, 10 e 45.


*nomes fictícios baseados em personagens e produtos reais.

18/09/2007

Entenda o caso Renan Calheiros

(clique na figura para ver melhor)

****recebido em e-mail sem autoria

Ameaças de morte em Bagé

Via Diário Gauche

"Fazendeiros de Bagé fazem ameaças de morte a sem-terras

A primeira noite dos 500 trabalhadores rurais acampados na cidade de Bagé foi tensa. Um grupo de fazendeiros, que permanece acampado há poucos metros das famílias sem-terras, utilizou fogos de artifícios para provocar os agricultores durante à noite.

Por voltas das 20 horas, os ruralistas destruiram a central de energia elétrica do Parque municipal onde estão acampados os trabalhadores rurais. Dois funcionários municipais que tentaram religar as luzes foram meaçados de morte pelos latifundiários.

Um Frei capuchinho que acompanhava a marcha também foi ameaçado de morte e teve o carro depredado e os pneus cortados pelos fazendeiros. A Brigada Militar não tomou quaisquer providências.
"

Leia a íntegra clicando aqui.

Referências

Uma das coisas que fazem a Blogosfera forte são as referências mútuas.
Estivemos pesquisando onde há Alma da Geral em outros sítios e descobrimos que fomos "tomatados" por dois blogs - o Dialógico, da Cláudia e Eugênio, e o Alívio Refrescante, do Hals, e a Regina (ex-Brisa do Sul e atual Neurótika.com - sim, ela voltou! - também nos indicou uma honraria!

Pelo protocolo blogueiro, devemos devolver as indicações, e aqui vai:

BLOG COM TOMATES (colhões)







1. Diário Gauche
2. Agente 65
3. Na Periferia do Império
4. Biruta do Sul
5. Cel3uma


MOMENTOS VIRTUAIS















1. Rafael Vespo
2. A Margarida Inventada
3. Animot
4. Nau da Loucura
5. Jean Scharlau

17/09/2007

Concessões à prova

Essa vem via Dialógico.

Pense na televisão que você assiste, rede aberta, e responda com toda a sinceridade as questões propostas abaixo:

A produção e a programação das emissoras de rádio e televisão atendem aos seguintes princípios:


I - preferência a finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas
( ) SIM ( ) NÃO
II - promoção da cultura nacional e regional e estímulo à produção independente que objetive sua divulgação
( ) SIM ( ) NÃO
III - regionalização da produção cultural, artística e jornalística, conforme percentuais estabelecidos em lei
( ) SIM ( ) NÃO
IV - respeito aos valores éticos e sociais da pessoa e da família
( ) SIM ( ) NÃO.

Se você respondeu apenas uma questão NÃO, ou chegou a pensar no item TALVEZ, é porque percebeu que a televisão que você assiste não corresponde TOTALMENTE aos princípios previstos na Constituição Federal de 1988 e, portanto a concessão ou sua renovação deve ser discutida com a sociedade, a fim de receber um serviço de radiodifusão de qualidade e à altura da formação da cidadania brasileira - considerando-se que vivemos numa cultura mediada pelos meios de comunicação eletrônicos de massa.

O que você acabou de ler, é o Artigo 221 do Capítulo V da Comunicação Social.

Pink Floyd - Echoes Part II

Ainda o Grenal IFA...

Essa eu peguei do meu amigo Rafael Vespo - um colorado talentoso que não sei se permitiria o uso que estou fazendo de sua tirinha caso eu perguntasse...

É a vez da Lagarta Dolores


O Sonho de Dolores

Muito rejeitada pelos outros animais e flores que circulam pelo quintal da casa da vovó, a lagarta Dolores vive o seu processo de transformação e se transforma numa linda borboleta, afetando para sempre a vida de todos!
É uma história mágica pensada e realizada por crianças todos os sábados em São Leopoldo/RS...Não é mais um sonho, está sendo realidade.

Conheça mais o trabalho que a Cia de Teatro Francisco de Assis desenvolve...



A Catarse se juntou a esse projeto para transformar a história de Dolores em um filme - independente. Para quem tiver o interesse de ajudar, o Vlademir, responsável pelo projeto, está colocando seus livros à venda e revertendo os ganhos para o cenário, figurinos e outros gastos de produção do filme!

O ATO de FAZER TEATRO & O ANJO da IMAGINAÇÃO;
AMBOS, EDITADOS PELA EDITORA PAULINAS/SP.

VALOR: R$15,00 CADA
(QUINZE REAIS - JÁ INCLUÍDO OS CUSTOS DO CORREIO).

PARA ADQUIRIR OS LIVROS: vladycarmo@hotmail.com OU PELO FONE:51-3590-6918 / 8134-0605.


"Neste projeto, crianças e adolescentes de diversas classes sociais convivem todos os sábados através das oficinas de teatro e cinema, em parceria com a Catarse -Coletivo de Comunicação. A partir desses encontros está sendo elaborado e experimentado a execução de um filme - O Sonho de Dolores - demonstrando, assim, que é possível conviver e viver em uma sociedade que mesmo com as suas desigualdades sociais tornam-se semelhantes pelo ato de fazer teatro e cinema" - Vlademir do Carmo

16/09/2007

Campeão IFA

Sentado aqui, fumando um Cohiba e tomando um vinhozinho cabernet Casa Valduga (tinto seco), curto os últimos minutos deste domingo - sim, ouso apoveitar de minha natureza pequeno-burguesa para um momento como este.
Curto um título.
Não, não uma façanha nos dada pelos nobres das federações que decidem quem ganha, quem perde e os regulamentos.
Um título nos dado pelos nossos belos adversários.
Sim, o título do salto alto.
Por muito tempo ouvi que era soberbo e arrogante, mas nunca conheci maior do que vejo hoje em dia...
Pena, porque na impáfia do pífio ser humano porto-alegrense parece que padecerá aquele que pode ser o único clube da atualidade com condições de derrubar o poderoso São Paulo...
E, hoje, no campo, nosso 11 prevaleceu.
E muito.
Afora uma bola na trave nos primeiros segundos, não fossem dois impedimentos mal marcados na primeira metade do primeiro tempo e o excelente Renan, este "joguete" poderia ter terminado com escore muito favorável ao Tricolor.
O Grêmio foi superior de A a Z.
Mas, mesmo assim, o Grenal foi um legítimo jogo de xadrez.
Desde o seu início.
Foi um jogo muito bom de se ver.
Mano e Abel se "puxaram" nas escalações.
Abel, em desvantagem, blefou com seu elenco.
Fez substituições jogando o time para frente.
Uma estratégia "15 minutos".
- "Faço um gol, depois recomponho."
Mas, não.
Tuta, em uma bicicleta bem longe do gol, quase joga água bem fria no chopp colorado - Marreta serve para bater em estaca, não no gol...
E o tempo passou, e Mano não botou outro volante.
Abel disse: "Ou tudo, ou nada!"
O campeão do mundo não tem nada a perder mesmo.
Concordo com ele.
Pinga mais um meia-atacante.
E o interzinho tentou.
Mas havia um Eduardo Costa no meio do caminho.
Havia um Willian, um Léo.
Mano não mudou.
Manteve o seu atípico 4-4-2.
E quase fizemos mais.
Não fosse, de novo, a pouca pontaria de Tuta, o péssimo faro de ataque de Hidalgo, e poderíamos ter nos vingado do maldito 5 a 2 - essa merda desse jogo que me transtornou...
Não consigo mais ver Grenais sem tremer.
Vale sempre campeonato.
Ouvindo a rádio inter (band), então...
Fica mais gostoso!
Essa turma da imprensa vermelha fez uma força desgraçada para não levar público algum ao estádio.
Ok, que os ingressos estavam altos, mas o terrorismo da violência foi evidente.
Aconteceu alguma coisa????
Sim, tiroteio... em Belo Horizonte!
Isso mais cheira a boicote.
Quando diziam os "jornalistas" da rádio inter de que seria um jogo de uma torcida só, em razão dos 2 mil ingressos à torcida adversária, esqueciam-se de quem havia começado com isso.
De quem tem, invariavelmente, diminuído o espaço da outra torcida no seu próprio estádio...
Medo?
Hmmmmmmm
Quem não canta é amargo.
35 mil pessoas.
Segundo "influente" narrador colorado (Daniel Oliveira), antes de saber, ou imaginar, quantas pessoas estariam estádio, dizia ser, no borderô, um dos menores públicos da história de GREnais.
Quantas pessoas presentes no do primeiro turno no aterro?
33 mil.
No borderô, pouco mais de 31 mil (vai lá no site da CBF pra ver).
Por essas e por outras somos vencedores de um campeonato.
Por essa soberba insana, que esquece as quatro linhas.
Pena, pois o interzinho está muito mais clube do que nós.
Tem mais dinheiro, mais perspectivas.
2008 tem tudo para ser vermelho de novo.
A não ser que a passarela pareça ser grande demais para elas...
A nós, cabe limpar a podridão do aviãozinho e do "Arena Odone Volta Olímpica com o Goleador do Grenal 369" e começar de uma vez por todas uma mudança real no clube.
Na seqüência continuaremos falando sobre política no clube.
Agora, é comemorar e mobilizar para ganhar do Santos!
Sábado, todos ao Olímpico!

JAMAIS NOS MATARÃO!!!

Dá-le!!!

Grêmio, campeão Grenal Ifa!!!
"Ifa" porque o outro nome tá proibido...
Vem análise na seqüência!

JAMAIS NOS MATARÃO!!!

15/09/2007

Yoda nonsense

Lendo o Correio do Povo de hoje, deparei-me com a seguinte notinha:

Para governadora, Estado deve mudar

A governadora Yeda Crusius afirmou ontem que o conjunto de medidas que o Executivo apresentará em outubro é forma de transformar o Rio Grande do Sul num pólo de referência para o país. 'Precisamos mudar, ser o diferencial frente aos outros estados', destacou. Yeda disse ainda que a iniciativa é fundamental, pois o Estado já realizou todas as ações que estavam ao alcance da administração. A governadora não descartou também a possibilidade de tomar medidas mais duras para combater o déficit financeiro. Questionou ainda o entendimento da sociedade sobre imposto bom e ruim. 'A população prefere pagar e não receber nada em troca ou quer ter serviços públicos de qualidade?'.

Juro que tentei, mas não consegui entender nada do que está escrito nesta obra do nonsense.
Era para ser uma retranca de uma matéria maior sobre investimentos de 900 milhões que a Yoda quer fazer no estado, mas funciona mais como um espaço dedicado à retórica vazia da governadora.
"Precisamos mudar, ser o diferencial frente aos outros estados" - como assim? No quê? Vamos mudar nossa escalação, esquema de jogo? Será que ela vai abrir mão dos volantes e botar o time mais para a frente? Porque tem que cuidar com o meio-campo do Mato Grosso do Sul... Só assim a gente garante vaga na Libertadores!
"A população prefere pagar e não receber nada em troca ou quer ter serviços públicos de qualidade?" - jcbkasdbaj jks lak dshlkaç?! Quê?! O que isso quer dizer???
Sei que o Correio do Povo cada dia mais se transforma num Boletim Informativo oficialista, já não serve mais nem para jornaleco.

Parabéns, Grêmio!!!

Hoje, 104 anos!
Glórias e dificuldades.
Mais glórias do que dificuldades!
Feitos memoráveis.
Histórias inacreditáveis.
És, sim, imortal Tricolor!!!

14/09/2007

Até quando as oligarquias estarão presentes?

Não adianta.
Pela característica social de um "clube", sempre haverá participação de oligarquias.
No caso do Grêmio, então, pela sua história de elitismo, as famílias tradicionais marcam presença preponderante.
São Zaffaris, Germanos, Ribeiros, Kroeffs, Sirotskys e por aí vai.
Estão, neste caso, nas 3 chapas!
José Otávio Germano não larga o osso!
Os Sirotskys querem tudo, até o Grêmio...
São pessoas que se revezam e cercam-nos por todos os lados, não nos dando opções e se mantendo no poder em todas as instâncias da sociedade.
E essa é - inclusive - a característica preponderante da organização social de nossa cidade, nosso estado.
Há lugares que somente um "tipo" de gente é permitida...
Desta feita, refiro-me, então, à orfandade de uma escolha livre.
Seria tão melhor que estes senhores não pudessem se repetir nas chapas.
Parece-me, no entanto, que a manobra de um "chapão" - orquestrada por Arena Odone e o Movimento Grêmio Novo - frustrada pelas lideranças da chapa de Renato Moreira, passou de uma outra forma.
Na camufla de uma encenada negativa, as mesmas pessoas se garantem nas 3 chapas, para não perderem o seu lugar no Conselho.
Fica difícil, dessa forma, não criticar o sistema "democrático" Tricolor.
Mas é o que se põe na nossa frente.
Como disse o Jorge Vieira em comentário no post "Nominatas":
"(...)no limite, adotarei a variante esquerdista francesa, isto é, fecharei os olhos e taparei o nariz encolhendo a menos ruim, como já fiz outras vezes, inclusive votando no Preis, com toda a ligação com o ogro. Se tiver que votar no Odone, ou protegidos, fujo para o Iraque."
Novamente, como já tem se configurado no cenário político brasileiro, estamos diante de uma escolha do "menos pior".
Seguindo esta lógica, vou ter que abrir apoio à chapa do Hélio Dourado - mesmo com o nosso péssimo prefeito fazendo parte da mesma.
Ao que me parece, é aquela que tem mais nomes, digamos assim, diferentes.
No entanto, há a questão Obino.
Mas Obino foi um pobre coitado.
Pegou uma barca furada pelo Guerreiro maior que o Titanic e não teve capacidade - talvez por sua senilidade - de reverter o quadro.
Aliás, quem teria?
Lembrem-se que ele foi aclamado presidente em manobras dessa mesma oligarquia que marca presença, hoje, nas 3 chapas, mas houve uma voz dissonante nessa história toda: HÉLIO DOURADO.
Sim, o velhinho, inclusive, pegou a direção do futebol quando ninguém mais queria, chamou o capelão Cláudio Duarte na finaleira para velar o corpo do nosso querido Grêmio e lavou as mãos.

Mas, ainda sobre o processo eleitoral, o Jorge também destaca outro ponto importante: a ordem dos inscritos nas nominatas.
Havendo grande divisão de votos, dificilmente uma das chapas colocará os 150 conselheiros.
É bem provável que todas ultrapassem a cláusula de barreira, portanto, os 90 primeiros nomes de cada uma são aqueles que provavelmente estão disputando um lugar no Conselho.
Dessa forma, vou deixar permantes os links das nominatas ali na sidebar do blog, abaixo do lindo símbolo do Grêmio.
Vamos manter esta discussão, porque, se apóio agora o Dourado, dependendo do que a gente descobrir, argumentar, mudo minha posição.

Seguimos, assim, para o Grenal!!!!
Força, Grêmio!!!

Saiu a nominata da chapa do Hélio Dourado

Como já era previsto, há nomes que se repetem nas 3 chapas.
Abaixo destaco alguns da Grêmio, Grêmio - Acima de Tudo e tecerei, a seguir, em outro post, algumas observações:

Luiz Eurico Vallandro
Nelcir Zaffari
Alceu de Deus Collares
Alexandre Grendene Bartelle
Fabio Koff Júnior
Germano Bonow
Jorge Alberto P. Mendes Ribeiro
Jose Alberto Fogaça de Medeiros
Jose Otavio Germano
Jose Pedro Pacheco Sirotsky
Nelson Pacheco Sirotsky
Luiz Paulo Roseck Germano
Raul Regis de Freitas Lima
Renato de Castro Moreira
Saul Berdichevski
Marcelo Silveira Martins

Clique aqui para ver a lista completa.

13/09/2007

Nominatas

Aqui seguem os links para as nominatas de 2 das 3 chapas que concorrerão na eleição de renovação de 1/3 do Conselho Deliberativo do Grêmio (clique no nome para abrir):

- GRÊMIO NOVO E INDEPENDENTE
- GRÊMIO IMORTAL E UNIDO

Alguns nomes que me chamaram a atenção:
- no Grêmio Novo e Independente
Paulo Pelaipe
Saul Berdichevski
Alexandre Grendene
Nelson Pacheco Sirotsky
José Fortunati
José Pedro Goulart
Jose Otavio Germano
José Pedro Pacheco Sirotsky
Raul Régis de Freitas Lima
Alceu de Deus Collares
Germano Bonow
Eduardo Fernandes Guerreiro
Paulo Pelaipe Junior
Jair Foscarini
José Alberto de Medeiros Fogaça

- na Grêmio Imortal & Unido
Raul Régis de Freitas Lima
Nelson Pacheco Sirotsky
José Pedro Pacheco Sirotsky
Alexandre Grendene
Carlos Gerbase
Richard Ducker
Denis Abrahão
Fábio Koff Jr
Paulo Pelaipe
Mauro Zacher (pelamordedeus! A máfia do DCE da PUCR$...)
Alceu de Deus Collares
José Alberto de Medeiros Fogaça
Jorge Alberto Portanova Mendes Ribeiro
José Otávio Germano
Eduardo Fernandes Guerreiro
Luiz Eurico Laranja Vallandro
Nelcir Antonio Zaffari
Saul Berdichevski


Não, eu não errei.
Há nomes que se repetem nas duas chapas - e são vários.
Em virtude de alguns desses nomes, não há a mínima chance de eu apoiar qualquer uma dessas duas.
Fico aguardando, então, a nominata daquela encabeçada pelo velhinho Hélio Dourado.
Dependendo de quem estiver dentro, ficarei órfão.
Seguimos.

Pink Floyd - Echoes Part I

12/09/2007

Subtropicais no Manara

Show de lançamento do álbum "Temporal no Céu da Boca".
Eu já comprei o CD em primeira mão.
É ótimo!
Acesse o site da banda, clique aqui.


Promete ser uma grande noite!

..::serviço
O QUE: show de lançamento oficial do disco "temporal no céu da boca" dos subtropicais
QUANDO: quarta-feira, dia 12 de setembro, a partir das 22h
ONDE: no Manara (av. goethe 200. porto alegre – rs - brasil)
QUANTO:ingresso antecipado: (esgotado)
ingresso normal: R$ 10,00
*cd a venda por R$ 10,00

Já saímos perdendo por 2 a 0...

O Grenal vai ser de superação.
Mais uma vez.
No próximo domingo, tudo indica que serão 90 minutos de muito sufoco.
De início, já sairemos perdendo por 2 a 0.
Um pela escalação do Ramón - o que configura 10 contra 11.
E outro pelo árbitro Héber Roberto Lopes - 10 contra 12.
Certo que o careca vai marcar um pênalti para o interzinho.
Em quase todos os jogos que ele apita dos vermelhinhos rola um pênalti - e, na maioria, duvidoso.
Até a partida contra o Botafogo, nunca havia visto o Grêmio vencer um jogo com ele apitando.
E antes do jogo do Cruzeiro havia surgido uma estatística no mínimo interessante: de 10 jogos que ele já havia apitado do Tricolor, vencemos apenas 1!
Eu não gosto dele.
Acho péssimo árbitro.
Inclusive, o cara foi reprovado nessas provas que a CBF está fazendo para reavaliar o quadro da arbitragem brasileira.
Tirou 6,5 numa prova que a Ana Paula Oiveira tirou 9,5.
O que esperar?!
Serão, pelo menos, dois leões para matar e empatar o confronto.
Porque o Mano deve estar adorando essa história de lesões e suspensões de atacantes.
Vai encher o time de lateral e volante e ainda sobra uma vaguinha pro "bruxo" Ramón.
Ainda bem que o Éverton está machucado, senão, seria começar 0 a 3...
Vai ter que ser no grito mesmo!!!
Vamukivamu!

JAMAIS NOS MATARÃO!!!

Cultura Urbana

Essa vem via Rafael Vespo.

Técnica aplicada: desenho, photoshop, sobre foto

O que eu faço...

*Clica na imagem para ampliar

Isso é um filme longa-metragem (1h30, mais ou menos) em fase final de edição. Cada bloco verde é um pedaço e cada limite e risquinho é um corte do filme.

11/09/2007

11 de setembro

Impossível não escrever sobre o 11 de setembro.
Uma data que marca um atentado contra todas as liberdades possíveis dos povos.
Mancha de sangue a história da humanidade.
E passa a ser um marco para um novo mundo que a procede.

Em 11 de setembro de 1973 morria assassinado Salvador Allende - um presidente socialista eleito democraticamente pelo povo chileno.
Estava, então, se consolidando o projeto imperial estadunidense para a América Latina.

Allende assumiu a presidência e tentou socializar a economia chilena, com base num projeto de reforma agrária e nacionalização das indústrias. A sua política, a chamada "via chilena para o socialismo", pretendia uma transição pacífica para uma sociedade mais justa, de raiz socializante. Nacionalizou os bancos, as minas de cobre e algumas grandes empresas.

Pronto.
Essas atitudes foram o bastante para que a besta do capitalismo vociferasse contra Allende:
Não vejo porque é que precisamos de ficar a assistir a um país a tornar-se comunista devido à irresponsabilidade do seu próprio povo. As questões envolvidas são demasiado importantes para deixarmos os eleitores chilenos decidirem por si próprios.
Essa frase do assesor de lúcifer, Henry Kissinger, selava de vez o caminho para uma política social mais justa e demarcava o início de um longo período de sangue para os chilenos, sob a batuta do General Pinochet.
E essa foi a história de toda a América Latina.
E é, hoje, a história do mundo.
É isso que o 11 de setembro marca.
O aniversário do ataque à soberania de uma nação, à soberania dos povos.
Nem foi o primeiro, nem o único, mas, pois sim, simbólico.

*informações da Wikipédia
**leia este artigo, do Diário Gauche: Polícia impede homenagem a Allende no Chile (clique aqui)
***assista a MACHUCA (Chile, DRAMA, 2004)

Crachás da Catarse

Estamos entrando numa nova fase aqui na cooperativa.
Teremos crachás, agora!
Talvez seja o efeito "TV Brasil" - que os colegas Jefferson e André estão trabalhando, com a Radiobrás, nesse projeto de TV pública.
E o Rafael - Vespo - está montando os crachás.
O primeiro foi esse aqui:

Show!

Desafio.

Será que alguém consegue identificar que prédio de Porto Alegre é esse?

Pois esse é o "nosso" conhecido prédio "público" Gasômetro. Por três meses ele foi "locado" pelo PRB$ para a exposição dos seus 50 anos leia as regras num post antigo deste blog.

O Gasômetro tá assim, tomado por painéis gigantescos, em todo o seu redor.

Com a marca do PRB$ estampada para todo mundo ver.

Aposto que tem gente que nunca pisou no gasômetro e que hoje tá pisando por conta dessa exposição. O que essa gente não sabe é que antes da tomada, antes da invasão do PRB$, nesse mesmo local público aconteciam atividades culturais gratuitas e que por três meses não vão mais acontecer. O que essas pessoas não param para pensar é na seriedade de um prédio público passar a ser privado, mesmo que por um tempo determinado. Ninguém perguntou à população. Se eu fosse de fora de Porto Alegre e visse o Gasômetro hoje, poderia jurar que ele é dessa empresa. Enfim, isso é muito significativo e triste para a cidade, infelizmente, nossos bens públicos estão à leilão.

Evo Morales sabe das coisas...

"Nosso maior inimigo atual
são os grandes meios de comunicação"


Evo Morales, 29/08/07

"E não precisa ser ele a dizer isso. Assistindo aos telejornais das grandes redes, percebe-se uma campanha sistemática contra o governo e contra o processo de transformação exigido pelos movimentos sociais. Os diários impressos também não ficam pra trás e quase sempre editorializam a cobertura política, esquecendo da informação factual."
Texto completo em Projeto Bolívia.
Foto Tássia Novaes.


Via Dialógico.

Pizzas e Pedágios

Essa vem do RS Urgente.
Se tem algo que anda mal explicado nesse estado são os pedágios.
Vou usar somente o exemplo da Freeway.
Não vou nem falar dos pedágios em seqüência entre Guaíba e Eldorado do Sul, que abrem as portas para uma estrada remendada e estreita.
Sem falar na seqüência que literalmente deixa a zona sul ilhada.
Empresas preferem andar 200 ou 300 quilômetros a mais para despachar suas mercadorias pelos portos de Santa Catarina a ter que onerar seus carregamentos com os pedágios até Rio Grande...
Indo ao litoral, lá se vão mais de 10 anos de Concepa em 100km de auto-estrada.
A única coisa que prestou em todo este tempo foi o alargamento para 3 pistas entre POA e Osório.
Mas os engarrafamentos e obras persistem.
Não se fez nada nos gargalos de entrada/saída da Freeway nas duas pontas.
E parece que o asfalto que se vai utilizar continua em testes...
Quem deu uma banda nesse último feriadão e passou por lá poderia dar uma "palhinha" sobre como foi o movimento na estrada.

UMA PIZZA PARA BERFRAN
O relator da CPI dos Pedágios, deputado estadual Berfran Rosado (PPS), escapou por pouco de ser alvejado por uma pizza, nesta segunda-feira, na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul. A sessão de hoje da CPI foi marcada pela rejeição de todos os requerimentos apresentados por parlamentares da oposição e pela indignação dos representantes de usuários de pedágios. Carlos Augusto Lopes, do movimento contra os pedágios, aproximou-se da mesa que dirigia a CPI e estava pronto para lançar uma pizza contra Berfran, quando foi detido por seguranças e retirado da sala. Lopes disse que o objetivo do protesto era denunciar a ação dos setores que não querem abrir a “caixa-preta dos pedágios”. Os deputados da base de apoio do governo Yeda Crusius (PSDB) foram acusados de impedirem as investigações na CPI. Não foi informado o sabor e nem o destino da pizza.

Tem também uma postagem ótima sobre o assunto no Agente 65.
Clique aqui - "Pedágios no RS, um bom negócio para alguns".

10/09/2007

Fora de campo (sim, mais da arena!)

Aos Gremistas, é imprescindível participar dessa discussão.
Se o Grêmio enquanto clube não o faz, façamos nós, então, sócios e torcedores.
Contribuições do Hélio Paz, do Rodrigo Cardia, Jorge Vieira, deste blog e de outras pessoas, em posts em seus blogs e comentários, estão servindo para trazer à tona uma série de dúvidas e argumentações para se apoiar ou não projetos de construção ou remodelamento do Olímpico.
Sem proselitismo, apenas pessoas procurando se esclarecer por detrás de uma cortina que encobre manobras políticas e financeiras.
Aliás, todos os porto-alegrenses deveriam participar dessa conversa, afinal, a Arena Odone já se transformou em projeto "público", com envolvimento do erário municipal e estadual nas propostas.
Propostas estas que teimam ser "metamorfoses ambulantes".
Mas, ao contrário daquela do Raul Seixas, não têm em nada tom de evolução de pensamento, mas, sim, de despiste da sujeira que deve estar rolando nos bastidores.
O fato é que é muita grana que vai rolar por baixo dessa ponte.
E o que não falta nesta cidade é gente apegada ao dinheiro...
Aqui, então, compilo partes de pensamentos dos participantes mais ativos deste debate, seja aqui, no Apito do Blackão, ou no Cão Uivador:

- POR UM NOVO ESTÁDIO
"Consumidor exige respeito e bom tratamento por aquilo que paga. Não é frescura nem coisa de "metido": assim como alguém que compra uma caixinha de fósforos por R$0,37 espera que eles não estejam molhados e nem que o pauzinho seja fraco, sem dinheiro não dá pra haver higiene, limpeza, pintura, iluminação, treinamento dos funcionários, cachorro-quente com pão novo e que o vendedor de refri e cerveja não pegue a garrafa molhada depois de ter pego dinheiro na mão e enfiado o gargalo mais a própria mão dentro do copo.

O Olímpico é impossível de ser reformado por razões estruturais e financeiras. Mas concordo contigo que o novo estádio deveria ser erguido exatamente na mesma área.
"
HÉLIO PAZ

- SOBRE O VALOR DOS INGRESSOS
"(...)a questão preço é preponderante, sim. E ela tem o poder de modificar o perfil de quem vai ao estádio. 30 reais é um ingresso caro. Muda completamente o público que freqüenta as arquibancadas, assim como quando há a promoção do nescafé e assim como os perfis de torcedores em setores diferentes, como cadeiras e arquibancadas, é bem diferente.

(...)O futebol é para muito mais massas que antigamente - é para as massas que vão ao estádio, que ficam no entorno horas antes consumindo dos pequenos estabelecimentos do bairro - girando a economia local! -, e para aqueles que preferem o conforto do seu lar, com a TV a cabo - girando a economia liberal!
"
GUGA TÜRCK

- QUE FIQUE NA AZENHA!
"Se a solução for novo estádio, pode-se muito bem construir na Azenha, e se o problema for espaço para estacionar, derruba-se o ginásio para construir estacionamento.
RODRIGO CARDIA

- AFINAL, QUANTO VAI CUSTAR A ARENA? QUEM VAI PAGAR?
"Nosso papel (ao menos o meu) seria cornetear para dar TRANSPARÊNCIA ao processo todo, por uma razão simples - quem vai pagar é a torcida. Os investidores são financiadores e nada mais, com a papel de querer a grana de volta. Já li referência de 750 milhões e outras quantias abaixo desse patamar, mas, em resumo, deverá ficar em torno dos 250 milhões de dólares. É muita grana.

De outra parte, não se pode elidir a ISL, de triste memória, era o moderno chegando e olha o fosso onde fomos parar. Quando um pobre encontra um ovo, logo desconfia ... Mas existem outras dúvidas.

Não entendo como um clube, contabilmente, FALIDO vai tomar esse caminho. O Grêmio ainda não resgatou as mancadas do Cacalo (Loco Abreu, Beto, etc.)sem falar da herança maldita do Guerreiro. Além disso, têm as dívidas fiscais, que, em geral provocam penhoras por parte do Estado ou da União. É público que os diversos terrenos que formam o Monumental, bem como o complexo de Eldorado, estão penhorados. A penhora impede a negociação do bem. Como o clube vai vender as áreas da Azenha? Tenho dúvidas que o conjunto do Monumental tenha só uma mátrícula aglutinadora dos diversos terrenos. Aquilo lá deve ser uma grande confusão. Não seriam os terrenos, antigamente, uma doação da prefeitura, ou de outro agente qualquer (uma família abastada) com cláusula de reversão com o fim do uso?
"
JORGE VIEIRA

- QUEREMOS DECIDIR SOBRE O FUTURO DO NOSSO PATRIMÔNIO! (essa também valeria para o que FHC e caBritto fizeram...)
"Assisti ao vídeo do projeto do nosso arqui-inimigo, se não me engano o custo seria pelo menos cinco vezes menor do que o da "arena" do Grêmio.
E a idéia de uma consulta aos associados é ótima. Afinal, nós pagamos as mensalidades, temos que ser ouvidos sobre um assunto tão importante como esse.
"
RODRIGO CARDIA

- E OS SÓCIOS PATRIMONIAIS?
"Além disso, (a chapa do Hélio Dourado) situa outros pontos interessantes, na questão da arena, como o fato de que existem sócios patrimoniais que seriam proprietários de 1000 avos do Monumental. Ou seja, a tal venda do área da Azenha pode ser mais complicada do que tem sido dito. Pergunta ainda - por que meia-dúzia deve decidir o novo estádio? Em termos gerais essa posição está em acordo com o que tenho pensado, isto é, estender a torcida a decisão."
JORGE VIEIRA

- AZENHA X HUMAITÁ
"Uma pergunta que ninguém do clube responde e uma lebre que ninguém levantou na mídia e que é crucial para estabelecermos a verdadeira intenção dos envolvidos com o projeto da arena, determinante da saúde financeira do Grêmio é: diante de tantas dívidas; com todo o patrimônio penhorado por credores; com a área da Azenha valendo estupidamente mais do que no Humaitá; com a distância muito maior para o torcedor chegar até lá, mesmo que três avenidas sejam duplicadas e estendidas até lá e que haja mais linhas de ônibus e metrô, mesmo com um edifíicio-garagem gigante, nada disso substitui a área da Azenha, que é extremamente bem localizada para a esmagadora maioria dos torcedores-consumidores, que, sejam eles associados ou locatários de cadeiras e camarotes, moram e trabalham principalmente na área central e em bairros classe ABC em um raio de até 6 km do Centro.

A dívida de mais de R$130.000.000,00 do Grêmio precisa ser paga ANTES para poder desfazer-se da área da Azenha, seja lá como for (permuta, venda, arrendamento). Os 8 hectares do atual Estádio Olímpico Monumental valem muito mais do que os 33 hectares do terreno no bairro Humaitá. Essa conta será transferida? DUVIDO!!!
"
HÉLIO PAZ

Imprescindível, também, a leitura destes dois posts do Apito do Blackão.
Clique aqui embaixo e leia!
- ARENA DO GRÊMIO: RESPOSTAS EVASIVAS EXIGEM RESPOSTAS TRANSPARENTES
- ARENA DO GRÊMIO: NOVAS PERGUNTAS E UMA VISÃO DE PORTO ALEGRE

Fiz, então, uma edição de comentários e de um texto do Hélio. Se você não costuma ler os comentários, por favor, clique aqui e leia os comentários do post Pequena análise sociológica da implementação de uma arena para conferir outros e a íntegra destes expostos aqui.

Seguimos.
Desse jeito,
JAMAIS NOS MATARÃO MESMO!!!

Dentro de campo

Jogo sofrível contra o Cruzeiro.
Fazia tempo que não via um jogo em que um time mereceu tanto a vitória - ou melhor, a derrota.
O Grêmio é um time fraco.
Mas tem pelo menos uns 13 times mais fracos que a gente.
Ou seja, são 7 lutando por 4 vagas na Libertadores.
1 já era, é do São Paulo.
Ok, duas já eram, a outra é do Cruzeiro.
Sobram 2 vagas e 5 times: Vasco, Santos, interzinho, Palmeiras e Grêmio.
Jogamos a próxima o Grenal, depois vem o Santos em casa e o Palmeiras pegamos fora.
Vai ser difícil.
Falta muita qualidade, é de doer às vezes.
Bom, mas nunca foi fácil mesmo!

Seguimos!
JAMAIS NOS MATARÃO.

obs: discussão quente sobre a arena, vem post na seqüência...

A Missão (Lembrança de uma Revolução)

Da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, assim como Kassandra, assim como Canudos, A Missão é uma peça transformadora. Aquelas de sair pensando, refletindo toda a vida e querendo lutar para que as coisas melhorem - dá vontade se sair batendo em um monte de fdp também, desses que estão espalhados por aí só estragando a vida da maioria da população - mas, nada de violência, por enquanto...A revolução agora é cultural. Como conversávamos esses tempos, uma revolução não se sustenta sem educação, informação e cultura! É esse o trabalho dessa Tribo de Atuadores. Tem que ir ver!




"A Missão (Lembrança de uma Revolução) escrita em 1979 por Heiner Müller, evoca cenicamente a revolta dos escravos da Jamaica nos anos seguintes à Revolução Francesa. Debuisson e Galloudec, o primeiro, herdeiro de terras na Jamaica, o segundo, camponês da Bretanha, bem como o negro Sasportas, jovem idealista que queria ver de perto a república criada pelos negros no Haiti, são enviados pela Convenção à ilha inglesa da Jamaica para liderarem uma revolução de escravos. O ideário iluminista é, pois, exportado do centro para a periferia, pondo à prova a sua realizabilidade em meio a circunstâncias outras. Temos em A MISSÃO uma ampliação do tempo e do espaço numa reflexão sobre a história que abrange o espaço hegemônico (Primeiro Mundo) e o periférico (Terceiro Mundo) - o trabalho de memória, através do olhar político do presente, chega até nós". - Retirado do Pseudo Anjo

07/09/2007

Pequena análise sociológica da implementação de uma arena

Não falemos de futebol, no momento.
Não falemos, porque o resultado disse tudo: 3 x 1.
Escore clássico, reflexo do bom futebol que o Tricolor mostrou contra o Vasco.
Falemos, então, das pretensões da (ou do) Arena Odone.
O que temos de fatos até agora?
- sabe-se que a preferência é pela construção do empreendimento no Bairro Humaitá, na saída/entrada da cidade
- é uma área de 25 a 30 hectares, onde se construiria não somente o novo estádio, mas um complexo com prédio garagem, shopping, prédio de escritórios e hotel
- é, também, uma região muito pobre, cercada por um cinturão de miséria enorme, com várias vilas
- não há infra-estrutura viária e logística de transporte público atendendo a área (a não ser a linha de trensurb que passa do outro lado da estrada)
- os 8 hectares onde está situado hoje o Olímpico, comercialmente, valem muito mais do que o montante dos 25 a 30 hectares
- há um enorme contingente de torcedores que se desloca a pé (seja do/para o centro, seja de/para casa mesmo)
- ingressos caros afastam o público
- mensalidade alta afasta sócios
- não foram apresentados, ainda, orçamentos que indiquem ser menos custoso a construção de um estádio novo em detrimento de uma reforma do Olímpico

Pois bem.
Essa discussão tem sido constante nas rodas de gremistas.
Antes desse último jogo contra o Vasco, decidimos fazer um teste de observação.
Caminhamos pela Azenha percebendo a movimentação da torcida a pé e de carro.
Houve, então, uma unanimidade - pelo menos entre a gente - pela manutenção da localização do novo estádio.
Há, também, a desconfiança de que a "menina dos olhos" dos empreendedores do projeto seja mesmo essa área do Olímpico.
Questiona-se quem preferiria comprar/alugar áreas comerciais no Humaitá ao invés de em uma zona central como a Azenha, próxima ao centro, Menino Deus, etc.
Outra observação que fizemos foi com relação ao caráter "heterogeneidade" da torcida nas arquibancadas.
Percebeu-se, então, um "quê" de Arena no ar...
Por quê?
Porque o ingresso mais barato estava custando 30 reais!
Resultado?
18 mil pessoas em um jogo para 30 mil, e uma massa homogênea de torcedores, estudantes (meia-entrada), brancos, compreendidos na faixa dos 17 a 28 anos e de boas vestimentas (bem de vida), ostentando "produtos oficiais" da marca Grêmio.
Ou seja, majorando o ingresso, reduz-se drasticamente a presença de negros e adultos não-sócios da classe média - sem falar no pessoal mais pobre...
E a conseqüência direta desse tipo de política de preços é a queda paulatina nas médias de público dos jogos.
Faço, aqui, a comparação, nos Brasileirões desde 2004, das médias de Grêmio e Atlético-PR, dono da única arena do Brasil, a Kyocera Arena (tem o nome de uma empresa!):
ATLÉTICO-PR
2004 - 12.979 (foi vice-campeão)
2005 - 11.620
2006 - 10.505
2007 - 7.507
obs: não lembro de nenhum jogo em que tenham lotado a sua arena

GRÊMIO
2004 - 7.932 (foi rebaixado)
2005 - 23.000 (2ª Divisão)
2006 - 25.630
2007 - 18.759 (entrou a política de ingressos mais caros da história do clube justificando-se pelas campanhas de associação e da meia-entrada para estudantes e idosos)
obs: foram vários os jogos com mais de 40 mil torcedores, na Libertadores, inclusive, a média de público foi superior a este número

Então, a que conclusão podemos chegar?
Azenha ou Humaitá?
Arena ou reforma?

Eu estou, primeiramente, com a AZENHA.
Depois, seja reforma ou construção de novo estádio, sou daquilo que for menos dispendioso e mais transparente.
Ah, e se querem botar alguma coisa abaixo de qualquer jeito, pelamordedeus, derrubem aquela bosta daquele ginásio David Gusmão...

Feriado?

Autônomos não têm feriado.
Mas, também, não têm horário fixo.
Pode-se dormir até mais tarde e fazer o "findi" de terça à quinta.
Mas, quando a grana é pouca, a correria é muita.

São os ônus e os bônus de ser dono do próprio nariz...

06/09/2007

A maníaca do 1 centavo

Um dia acordei cansada de não receber o mísero R$0,01 de troco no super mercado. Passei a pedir sempre o meu troco certo. É impressionante o descaso dos donos das lojas com os centavos dos clientes. De R$0,05 pra baixo eles não sentem a obrigação de devolver o TEU dinheiro. E ainda saio do super me sentindo ridícula de ter que pedir o MEU dinheiro, por menos que seja. Pensa só, se eles fazem isso com todo mundo, quanto eles não ganham por dia, por semana, por mês, por ano, por anos??? Prefiro colocar no meu porquinho, me sinto menos ridícula sabendo que não estou sendo enganada.

05/09/2007

Há fronteiras nos jardins da razão!

Escute
Você que está aí sentado.
Há um líder dentro de você. Levante-se, há um líder dentro de você!
Faça-o falar, governe-o!



Chico Science é revolução cultural, é informação histórica, é pernambuco, é a sonoridade brasileira revisitada, é contemporâneo demais!

Chico Science é a prova que a cultura brasileira não é só peitos e bundas, e que o folclore pode ser reinventado inúmeras vezes.

Escutar ele e a nação Zumbi nas ruas de Porto é enxergar a vida com outra perspectiva, mais pra frente, mais otimista e realista...Uma mudança é preciso e é possível. Pés no chão gurizada!
Por isso, ele entra na Galeria dos caras. Ele é O cara! Salve Science!

Obscuridade nas eleições do Conselho

Espero que logo lancem as nominatas das 3 chapas.
Por enquanto, em breve pesquisa, encontrei os sítios dos movimentos.
Mas, mesmo ali, está difícil encontrar quem está por trás do quê.
Aqui vão os links:
CHAPA Grêmio Novo e Independente
http://www.gremionovo.com.br/
http://final.stech.net.br/gremioindependente.com.br/index.php

CHAPA Grêmio Imortal e Unido
http://www.gremioimortal.net (André K. mandou link via comentário)
http://www.gremiounido.com.br/

CHAPA Grêmio, Grêmio - Grêmio acima de tudo
http://www.gremioacimadetudo.blogspot.com/

Alguns nomes que consegui pescar nos sítios:
CHAPA Grêmio Novo e Independente
Paulo Arena Odone (apóia)
Adalberto Preis (apóia)
Fernanda Lima (musa e apoiadora - segundo os próprios)
Eduardo Antonini (membro MGN)
Jorge Bastos (membro MGN)
Homero Bellini Jr. (membro MGI)
Antônio Carlos Maineri (membro MGI)
Antônio Vicente Martins (membro MGI)
Cagê - ex-Pop Rock (membro MGI)
Anonymus Gourmet (membro MGI)
Rafael Bandeira de Pegoraro Santos (é o cara???? - membro MGI)
Lista dos integrantes do MGI

Assista a um vídeo do lançamento da chapa em programa de Jayme Eduardo Machado, clique aqui.

CHAPA Grêmio Imortal e Unido
Saul Berdichevski (GU)
Renato Moreira (GU)
André Krieger (GU)
Carlos Gerbase (GI)
Eduardo Peninha Bueno (eca! - GI)
Marcos Hermann (GI)
Ducker (GI)
Lista dos integrantes do GI, acesse o site e vá em "Quem Somos"

CHAPA Grêmio, Grêmio - Grêmio acima de tudo
Hélio Dourado
adversários especulam que seja chapa apoiada por Obino e Fachin (não há nada no blog dizendo isso)

Agora, sobre "bandas podres", todas as chapas as têm.
Se numa tem Cacalo por trás, a outra tem Obino.
Se naquela tem Arena Odone apoiando, a outra tem Guerreiro.
E por aí vai...

Como descobri agora que não poderei votar (não tenho dois anos de sócio), vou concentrar minhas forças em divulgar ao máximo as nominatas e levantar fatos e argumentos para apoiar uma ou outra iniciativa.
Seguimos!

Quem é patético agora?

Andando na rua me deparo com a cena típica de high school estadunidense. Um cara na minha frente todo de preto escutando um som pesado fazia gestos e cantava como se estivesse num show. Na direção oposta, vinham duas gurias das mais petecas - cabelos longos e lisos, barriga de fora com piercing, roupas da moda - olharam pra ele e começaram a rir.

Não sei o que deixa essas pessoas tão seguras de si a ponto de tirar sarro de uma outra só porque ela é espontânea e consegue ser autêntica. Pobre dessas gurias que são iguais à maioria, provavelmente não têm personalidade própria - ainda - formada e daqui uns anos vão achar que para ser feliz basta deitar numa cama de hospital, tirar um pouco daqui, colocar ali, puxar as bochechas, injetar o botox e deu. Outros anos mais tarde vão ser umas senhoras de meia idade todas repuxadas e ainda infelizes porque elas não conseguiram cantar na rua, ao invés disso, tiraram um sarro de quem consegue fazer isso e não se importa com a opinião alheia.

A coisa fede no Olímpico

Sim, está um cheiro insuportável!
Enquanto patinamos dentro das quatro linhas, fora, o apatifador profissional, Paulo Arena Odone (como caiu bem esse sobrenome!), tenta de todas as formas acabar com a democracia interna no clube.
Já nem mais falo do novo estádio.
Agora, o assunto é eleições para o Conselho Deliberativo.
Comecemos, então, com o comentário do Jorge Vieira, no post Polêmicas sobre a Arena:

"Caro Guga!
Essa eleição (do Conselho) vai definir os próximos passos do clube, quem obter maioria vai controlar as decisões. A mídia, ZH e o Correio, dão notícias esparsas, não situando nada de consistente. Tenho certeza que aquelas nabas (Obino, Fachin, Cacalo, Koff a decepção da história, Odone e Cia) estão a milhão fazendo conchavos e acertos. Parece que o Grêmio Novo virou o centro da disputa, mas aqueles figuras viraram unha e carne com o Odone. Em quem os bronqueiros e corneteadores vão votar? Aprendi com um cara do partidão que até na eleição do Leopoldina Juvenil "devíamos" ter posição(tomo a liberdade de usar o nós). Às vezes tenho o sentimento de que a construção da Arena é uma cortina de fumaça para emcobrir o que interessa - o domínio do Conselho. Só após é que os "verdadeiros" passos serão dados, porque então ocorrerão as decisões, além disso a torcida é neutra, não vai influir no norte dessas figuras. Eles não dão o mínimo respeito pela torcida. Quero acrescentar que não consigo entender como um clube FALIDO, que não pagou o Beto, o Loco Abreu, entre outros, que deve os tubos, que não unificou as matrículas dos terrenos onde está o Monumental, que esses terrenos estão penhorados, inclusive para o Estado, vai fazer investimentos num novo Estádio?

Reitero, neste momento, o importante é a eleição.

Saudações Tricolores.
"

Bom, Jorge.
Tens toda a razão.
Ainda não mencionei por aqui mais a fundo a eleição do Conselho porque estou esperando algumas definições.
Uma delas é se o grande Hélio Dourado lançará chapa ou não.
Tudo indica que sim.
E nosso amigo Hélio Paz, do Apito do Blackão, está em cima disso.
Hélio teve ligação estreita com o Grêmio Novo, mas também deve estar ponderando sobre quem apoiar nesta eleição.
Dia 29 de setembro será o pleito que renovará 150 cadeiras e 30 suplências (acho que isso dá 1/3, não 2/3 como mencionaste no teu comentário).
Sobre chapas, andei ouvindo um debate na rádio inter (Band) com André Krieger, Renato Moreita e Homero Bellini.
Todos foram bem enfáticos na questão "Arena", falando do interesse do clube voltado ao torcedor, mas notei que o posicionamento de Belini era muito mais pessoal do que do Movimento Grêmio Novo.
E é aí que eu acho que complica.
Particularmente gosto do Bellini, mas o Grêmio Novo tem se transformado, nos últimos tempos, em situação dentro do clube.
A composição Grêmio Novo e Independente tem a chancela de Arena Odone e Adalberto Preis.
Mas a outra chapa, Grêmio Imortal e Unido, tem a de Cacalo.
Quer dizer, a "banda podre" está por todos os lados.
Tenho certeza que, cavocando, acharemos "ilustres" bostas nos dois lados.
Só que também há pessoas como Moreira e Bellini - duas excepionais figuras que o Grêmio não pode prescindir de ter seja no seu Conselho ou em sua Direção.
Neste caso, pelos últimos acontecimentos e dando uma olhada na questão "movimentação política", estou pendendo em votar na Grêmio Imortal e Unido.
MAS - e esse "mas" é maiúsculo - aguardo movimentação do Sr. Hélio Dourado.
Saindo a chapa Grêmio-Grêmio, acima de tudo, vou com o velhinho.

Sobre a patifaria interna, vai essa notícia do Correio do Povo:

"Encontro sem acordo

A tentativa de formar uma chapa única e evitar o conflito nas eleições do Conselho Deliberativo do Grêmio não demorou nem uma hora para fracassar. Ontem pela manhã, convocados pela presidência, representantes dos três grupos estiveram reunidos no estádio Olímpico. O vice financeiro Túlio Macedo foi o mediador inicial do encontro. Depois de uma apresentação de cerca de dez minutos, o dirigente deixou os representantes a sós para negociarem.
O movimento Grêmio Imortal e Unido ficou revoltado com a oferta de apenas cinco das 150 vagas na chapa e não levou as negociações adiante. Antes mesmo do encontro, representantes do Grêmio Novo e Independente mostravam pessimismo quanto a possibilidade de entendimento. O terceiro grupo que deve concorrer é o 'Grêmio-Grêmio, acima de tudo'.
"

Quer dizer, Arena Odone, membro da Oligarquia predominante no estado e na cidade, não consegue deixar de sê-la.
A politicagem segue o hômi, não adianta...

Seguimos, então, nessa discussão para tentar entender o que está acontecendo.

Ah! E tem futebol no meio disso tudo...
Todos ao Olímpico hoje!!!
JAMAIS NOS MATARÃO!!!

04/09/2007

Essa é a Vila Santa Rosa

Essas são imagens do local para onde rumamos todas as segundas-feiras para ministrar oficina de tecnologia e audiovisual.
Diz-se ter cerca de 20 mil pessoas morando lá.
É praticamente uma ilha urbana.
Daquelas bem mal estruturadas pelo centro da metrópole.
Posto de Saúde precaríssimo.
Gurizada à toa, na rua, com poucos espaços de convivência.
Complicado...



A associação de moradores é bem central e é onde está se montando um espaço de ponto-de-cultura.

Polêmicas sobre a Arena

A obscuridade nas informações sobre a construção do novo estádio do Grêmio tem sido constrangedora.
A ponto de alguns lunáticos, desses que lêem a Zero Hora e a Veja e tomam tudo o que é publicado por verdade santa, simplesmente defenderem cegamente a obra sem ao menos questionar algumas coisas.
São pessoas que tomam os argumentos enlatados e os repetem incessantemente, como se quanto mais dissessem, mais aquilo se tornasse realidade.
Isso o Huxley explica...
Bem, ultimamente, provavelmente em virtude de uma eleição do Conselho Deliberativo que se avizinha, têm surgido novos esclarecimentos acerca do projeto.
Mesmo assim, não dá para ficar esperando que o Pedro Ernesto explique as coisas, porque ele não vai fazer isso.
Quantas vezes já disseram que a Arena vai sair no Humaitá?
Mas ainda não se decidiu sobre isso!!!
Quantas cifras diferentes sobre a construção?
Ainda não se aprovou projeto!!!
E a participação do clube na Grêmio Empreendimentos?
Ainda não está nem definido se remodela-se o Olímpico ou se constrói estádio novo...
O fato é que tem-se que lapidar informações, procurar em blogs, catar nas entrevistas.
Um desses fóruns que tem me parecido bem adequado é o Apito do Blackão.
O companheiro Hélio também tem dúvidas, as explicita e procura saná-las.
Vá lá e leia os seguintes posts, comente e participe:
- MINHA DESCONFIANÇA EM RELAÇÃO À ARENA É A SEGUINTE
- GRÊMIO: EXAGERO COM A ARENA PREJUDICA CAMPANHA 2007
- ARENA DO GRÊMIO: ENTENDEU OU QUER QUE DESENHE?!
- ARENA NO LUGAR DO OLÍMPICO PODE RENDER MAIS PARA O CLUBE OU NÃO?
- Projeto Gigante para Sempre (apresentação FIFA)

Por aqui, levanto algumas questões pertinentes.
Outras, segundo o próprio Hélio e o Rodrigo, do Cão Uivador, parecem-me já estarem encaminhadas, segundo o que se viu em recente programa da ESPN Brasil (e não na Rádio Gaúcha!) - clique aqui e leia este post sobre o assunto.

Da localização, me parece extremamente delicado levar o estádio para uma região distante de tudo e de todos sem prejudicar a afluência de público no local.
É notório que grande parte da torcida, hoje, se desloca a pé para os jogos no Olímpico.
Mesmo que venham de ônibus, as pessoas desembarcam no Centro e caminham 20 ou 30 minutos até o Largo dos Campeões.
No caso do Humaitá, estaria-se perdendo, por baixo, uns 40% do público, que faz isso ou por gostar dessa "modalidade" de transporte, ou por simplesmente não ter carro, grana para pagar um táxi, entre outros.
Mudar para o Humaitá implica a aplicação de uma estruturada e nova logística de transporte coletivo.
Tem o Trensurb do lado?
E daí? Este trem não passa nos bairros mais populosos de Porto Alegre...
Ah, vai ficar mais fácil para o pessoal do Vale do Sinos?
Até onde eu sei, o nome do clube não é Grêmio Foot-Ball Vale-do-Sinense.
Pois bem, hoje, se tem uma série de terminais de ônibus adjacentes ao Olímpico, com o Centro, como já visto, sendo o principal meio de êxodo de torcedores.
Mesmo assim, não funciona direito.
Os ônibus lotam demais e, dependendo da hora, as linhas não atendem mais.
Como vai ser no Humaitá?!
Em se conhecendo a excelência de nossos administradores públicos, o que vocês acham?
Perder um ônibus numa zona central como o bairro Azenha é uma coisa.
Agora, e lá no Humaitá?!
Essa questão da logística do transporte público é que tem que pautar seriamente a discussão de um novo lugar para o estádio do Grêmio - e não a construção de prédios garagem.
Sem falar que a Azenha é um bairro comercialmente muito mais viável e valorizado do que o vazio urbano da saída da cidade...

Bairro Humaitá


Azenha

Outra coisa que preocupa, e muito, é a majoração dos ingressos.
Sou sócio hoje porque me foi presenteado o título e é possível despender 40 a 50 reais de mensalidade.
Classe mérdia que sou, subindo muito este valor, deixarei - para o meu desespero e felicidade da Têmis - de freqüentar jogos do meu Tricolor...
E Copa do Mundo?!
Ah, por favor...
Que se faça o estádio para o GRÊMIO, não para um evento pontual...

Toda essa questão envolve transparência nos trâmites, seja na esfera do clube, para com seus sócios e torcedores, seja na esfera pública, para com a sociedade em geral, acerca dos investimentos em infra-estrutura e contratos que surjam entre a iniciativa privada e o erário público.
É o mínimo que se pede, mas, em se tratando de nomes como Odone, Britto, Guerreiro, Fogaça e Yeda e suas preocupações com a coisa pública e transparência de suas ações, dá calafrios só de pensar o que possa sair daí...